sábado, 31 de agosto de 2013

I will not go back.

" Vai chegar um momento em que você vai notar quem realmente te amava, você vai estranhar o fato de não ter mais aquela pessoa ali que passava a tarde contigo, brincando, contado histórias, rindo, ouvindo você contar suas aventuras, vendo filmes de terror, e surtando ao levar um susto. Vai ver que não vai ter mais aquela pessoa que te mandava um mesmo sms que eu enviava de vários números diferentes, apenas pra atentar você, mas que você mantia salvas no celular, porque gostava de ler depois.

Eu não podia mais continuar ali, eu era sua, mas você nunca foi meu. Você curava minhas dores antigas, mas deixava novas, e mais doloridas no lugar delas. A cada vez que eu sentia seus lábios nos meus, era como travar uma batalha, eu e você pedindo por espaço, pedindo por mais, e ao mesmo tempo jurando que aquilo jamais aconteceria novamente, por causa da nossa amizade. O que nunca era verdade, porque sempre acontecia.

Você sempre me deixava por dias, e voltava depois. E eu sempre perdoava, e simplesmente esquecia. Mas não poderia ser assim pra sempre. Eu não me arrependo de nada do que eu fiz. E nem do que vou fazer. Desses tempos pra cá, em que eu passei longe de você, por decisão própria, eu me sinto mais livre, mais feliz. 

Eu sei que você agora quer tudo de volta, quer ver eu ali, repetindo que te amo, você quer me manter sua, mas você nunca se deu conta de que um dia eu poderia ir embora não é? Você nunca se deu conta, de que a menininha que te amava, poderia crescer e ver que aquilo era errado. 

Não adianta perguntar sobre o amor que eu senti por você, não adianta relembrar nossos bons momentos, não adianta tentar voltar atrás agora. Eu já estou longe demais, e não vou voltar, eu não tenho motivos suficientes pra isso. “

Feeling.

Sentir como se fosse impossível evitar, abrir os olhos como se fosse impossível enxergar, sorrir como se fosse impossível ser feliz. Deixar de lado todas as coisas capazes de me fazer chorar, capazes de abrir novas feridas. Não é culpa de ninguém, somente minha de gostar de você, e sentir como se fosse inevitável para mim.

Talvez nem seja você, mas como explicar isso à mim? Como acordar desse sonho que me parece tão bom? A dor agonizante, cortando cada parte interna de mim, me fazendo sentir viva novamente. Sua voz fazendo adormecer todos os meus sentidos, seu toque afundando minha alma. Como podemos definir isso? Você me faz morrer, fazendo- me bem. É um vício para mim, tentar agradar suas manias, tentar entender suas coisas, me parece tão importante, ser a única para você.

Me parece tão normal, mas quando me enxergo de longe, é tão obsessivo e possessivo, tão impulsivo. São três palavras tão boas para me definir, são coisas tão minhas.

Porque você nunca vai sentir como eu sinto, você nunca vai ver como eu vejo. Você não quer o mesmo, você se mantém tão distante. Como invadir o ‘algo’ em sua volta?

É o que eu quero realmente?

segunda-feira, 1 de abril de 2013

is there anything?


Tudo em minha volta parece bem agora. Talvez por pouco tempo, porque cada vez mais me vejo limitada a esse sentimento que supostamente passou a existir.
Então por favor, se existir algo diga. me mostre, eu faria acontecer.
Eu passo a maior parte do meu tempo tentando entender como aconteceu, quando eu me prendi tanto a isso, mas não tem resultado.
Eu poderia esquecer deixar ir embora e quando eu perceber já não existia do mesmo modo como surgiu.
Sempre depois de levantar, eu caio e me machuco novamente. Existe medo dentro de mim, eu não arrisco, eu não vou atrás, porque nunca é o certo. E então eu deixo de procurar.
Eu não quero cometer o mesmo erro de sempre, me deixar levar pelo que meu coração acha pelo que parece certo. Eu não quero correr o risco de deixar tudo estranho entre nós.
Eu não quero afastar você de mim, não quero fazer nossa amizade tomar um rumo diferente. Mas nós passamos tanto tempo juntos, e é como se cada vez mais eu precisasse disso.
Caso contrário, se não houver nada, seja sincero. É como um corte rápido, dói menos por estar apenas iniciando.
Sinto muito não ser exatamente como eu parecia. Talvez. Eu mostrei vários dos meus lados a você. 
ThaísA.

segunda-feira, 25 de março de 2013

maybe.


Talvez você não entenda agora, mas veja, não é qualquer motivo, eu não me importo com seu jeito idiota, não me importo com a maneira como você age, como deixa as coisas mais importantes de lado, não importa se você vai sempre escolher a opção mais errada, eu ainda preciso de você, preciso te ver, preciso ouvir sua voz, preciso sentir seu toque, preciso de todas as suas manias, de todas as suas besteiras, de tudo o que você tem de pior que pra mim sempre será seu melhor.
Talvez eu nunca entenda o seu jeito, talvez eu nem devesse continuar aqui. Mas nós mudamos, nós evoluímos. E continuamos no mesmo lugar. Você pode me achar uma idiota, uma besta, chata e infantil, mas o nosso amor continua ali, mostrando sua força. Você pode se irritar com meus ciúmes, com minhas manias, você pode ser o menino bobo que vai cair facilmente nos meus jogos, e me divertir. Pode ser assim, tudo errado. Mas eu ainda pertenço a você, assim como você pertence a mim. 
Consegue ao menos enxergar o tanto que eu te amo? Consegue ver através do nosso orgulho que existe saída daqui, por favor, veja o quão perfeito seria se conseguíssemos fazer dar certo.
Eu nunca pensei que viria de mim, que eu seria forte o suficiente pra dizer 'eu te amo' a você, se levar em conta todas as vezes que comentei nunca haver amor. Mas eu me sinto livre agora. Por favor, segure minha mão. Por favor, veja o que há em nossa volta.
Por favor, me mostre que há amor, mesmo sendo errado.
ThaísA.

quarta-feira, 6 de março de 2013

just ceased to exist.

               Contar quantos quarteirões eu já andei, quantas músicas já ouvi, quantas já bebi apenas tentando esquecer tudo isso. Não é tão fácil quanto parece, somos dois idiotas apaixonados pela pessoa errada. E por mais que eu odeie tudo isso, não canso de dizer que você realmente se tornou importante depois de tudo.
               Você era o melhor para mim, eu tenho certeza disso, mas de que importa agora? Eu deixei tudo para trás, eu não podia continuar alimentando você do meu amor e em troca receber suas ilusões.
               Foi estranho não é? Ver tudo aquilo que tínhamos, seja lá o que fosse, virando apenas lembranças para nós? Mas se não acontecesse, eu ainda estaria sofrendo em busca do amor que você dizia existir.
               Você vai continuar me perguntando que fim levou o tal amor que eu sentia, repetindo o quanto foi depressa para mim esquecer você, mas você não entende, você nunca me amou, eu não continuaria ali, sempre a um passo atrás, não ficaria sofrendo por algo inexistente.
               Era assim desde o começo, eu era sua opção, e você fazia eu afundar na escuridão, enquanto eu pensava que você era a cura para me tirar dali. Mas agora eu dei a volta por cima e deixo para desmoronar com o tempo tudo o que costruímos.
ThaísA.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

no goodbye.


Metade do caminho andado, mesmos erros.

Coração dilacerado pela sua falsidade, sentimentos destruídos, lágrimas derramadas, e a dor insuportável dentro de mim, se alimentando da sua ilusão sobre mim.
Você segurou minha mão, e me guiou ao lugar errado, o destino que não pertencia a mim.
Eu sempre pedi para que você não se afastasse, mas quem fez foi eu. Uma hora eu irei me arrepender, talvez até tentar voltar atrás. Mas não por enquanto, eu gosto demais de você, mas não podia continuar algo irreal. Não podia seguir com algo que criamos que nunca deveria existir.
É estranho ver como cresci enquanto tudo dentro de mim se desmoronava, tudo em minha volta parecia perdido, eu me fortaleci e consegui salvar minha alma da escuridão.
Eu escondi todas as suas lembranças na parte mais obscura de mim, eu deixo elas lá a partir de agora, para que possam continuar vivas, mas distante de mim.
Quando eu estava com você, conseguia sorrir, mas não tanto quanto agora.
Sim, eu estou jogando fora tudo aquilo que você me deu, porque por mais que me fizessem bem, me fazia tão mal. É difícil de explicar e complicado de entender.
Eu preciso que você veja que o que eu fiz foi uma forma de proteger a mim e a você. Se olhar do meu ponto de vista, entenderá.
Me perdoe por ter te deixado assim, sem mais nem menos, sem explicações concretas. É melhor assim. Sem lágrimas, sem adeus. Porque pode ser que um dia talvez voltemos.
ThaísA.

- sweet illusion.



Você nunca vai mudar, você me colocou em sono profundo nessa doce ilusão, achando que eu nunca acordaria novamente. Você alimentou minhas esperanças, realizou meus sonhos, você iludiu minha alma. 
Era um amor esquisito, era possessivo, de ambas as partes, e sempre que estávamos juntos eu me sentia parte de você. Eu nunca deveria ter me envolvido nessa história. Arrependimento? Talvez, mas mudaria algo? Tantas vezes eu precisei de alguém, e você estava lá. Apenas você. Era esse meu maior erro, acreditar que sempre que eu precisasse você estaria ali pra me fazer bem. Mas nunca foi assim, não verdadeiramente.
Sobraram apenas restos dentro de mim, restos de você e desse falso amor que emanava de nós. Era como uma droga, que você injetava em mim sempre que me beijava.
Eu nunca vi algo assim, nunca havia sentido algo assim, e aquelas vezes que perguntava se meu amor era real, sempre foi. Mas ele era ingênuo, inocente e toda vez que ele vinha à tona, meu coração sangrava, abria novamente a ferida que você tinha feito e que ao mesmo tempo ajudou a cicatrizar. Mas ela sempre vai estar lá, junto ao amor que senti por você. Ele ainda existe, mas não vou reanima-lo. Seria meu maior erro.
ThaísA.